Construtechs: a inovação para o mercado da construção civil

Entenda o que são as construtechs e como elas estão oferecendo novas soluções tecnológicas para o setor da construção civil aqui no Brasil

Imagem: Pixabay no Pexels

 

Assine a newsletter
da Universidade Trisul

 

A produtividade na construção civil é um dos fatores essenciais para o sucesso do empreendimento. Mas, para isso, a inovação torna-se imprescindível, especificamente através do uso de novas tecnologias e da digitalização de processos. 

 

Uma estratégia para fortalecimento da competitividade do setor é o investimento nas construtechs. Mas você sabe o que são as construtechs e como elas estão revolucionando o mercado?

Assim, neste post, vamos entender como as construtechs estão trazendo novas soluções tecnológicas para o setor da construção civil

 

Entendendo o ecossistema de startups no Brasil


Antes de explicar o que são as construtcehs, é importante entender o que são as
startups. Quando falamos sobre o ecossistema de startups, ele envolve algumas palavras e conceitos, tais como inovação, escalabilidade, repetibilidade, flexibilidade e rapidez


O Brasil possui, atualmente, 13.476
startups mapeadas. Em 2012 este número era de 2.519 (Fonte: StartupBase, 2021). Ou seja, um aumento de 434,97% em apenas 9 anos.  

 

O que são as construtechs?

 

Já as construtechs são startups criadas para trazer soluções, especificamente, para a área da construção civil. Elas são responsáveis por desenvolverem tecnologias para resolver problemas e agilizar processos dentro deste setor. 

 

Elas podem trazer soluções tecnológicas para diversos atores desta longa cadeia produtiva. Por exemplo, desde mineradoras, empreiteiras, até os profissionais liberais (tais como corretores imobiliários) e o consumidor final. 

 

Elas também podem atuar de diversas formas. A seguir, alguns exemplos de soluções que as construtechs podem trazer:

  • Redução de custos;
  • Otimização de receitas;
  • Criação de diferenciais competitivos;
  • E muito mais.

 

O Mapa de Construtechs e Proptechs (2020) identificou 702 startups construtechs e proptechs ativas no país. Isto representa um aumento de 180% em relação ao ano de 2017. 

Desta forma, empresas do setor da construção civil, tais como construtoras e incorporadoras, possuem à sua disposição um número cada vez maior de soluções inovadoras para potencializar a produtividade e eficiência dos seus negócios.


Principais categorias

Quando falamos do ecossistema das construtechs, podemos destacar quatro categorias principais:

  • Proptech: desenvolvem tecnologias voltadas para a propriedade, ou seja, estão mais ligadas ao mercado imobiliário. 
  • Contech: denominam aquelas que estão diretamente conectadas ao ambiente de obras. Por exemplo, oferecendo sistemas de gestão e de otimização. 
  • Retech: voltadas para o Real Estate.  
  • Greentech: ligadas às soluções de sustentabilidade ambiental. 

Conheça algumas construtechs brasileiras

A seguir vamos conhecer algumas construtechs que estão se destacando no mercado brasileiro, apresentando soluções desde uma gestão do canteiro de obras mais eficiente até a resolução de problemas de aproximação entre os diversos atores do setor. 

 

Gero Obras

A Gero Obras é um aplicativo de planejamento e gerenciamento de obras, o Engenheiro Digital. A ideia é fazer o acompanhamento das diferentes etapas, garantindo que os prazos e custos previstos sejam mantidos e realizados.

 

AutoDoc

AutoDoc oferece soluções que têm como objetivo promover uma maior eficiência e aumentar a digitalização no controle de projetos de toda a cadeia da construção civil. Envolve diversas etapas, desde o planejamento até o pós-obra. 

 

inGaia

inGaia é uma plataforma voltada para a geração de negócios imobiliários. Ela possibilita que corretores, imobiliárias e incorporadoras se conectem para a formação de parcerias.  

 

Controller

O Controller é um aplicativo que simplifica e torna acessível o monitoramento e controle de obras através de dashboards interativos e relatórios analíticos. 

 

Inside Places

Já a Inside Places traz a tecnologia do tour 360 em realidade virtual. Seu objetivo é levar os potenciais clientes para dentro dos projetos, mesmo que os empreendimentos ainda não estejam finalizados. Essa forma de imersão oferece mobilidade, onde é possível apresentar o projeto em qualquer ponto de venda ou showroom. 

Certamente as construtechs vieram para trazer muito mais tecnologia, eficiência e criatividade para o mercado da construção civil.


Gostou do nosso post? E que tal continuar atualizado sobre o mercado imobiliário e, as tendências para a construção civil e ações para uma maior sustentabilidade? Acompanhe sempre nossos posts aqui na Universidade Trisul.