Produtividade na construção civil: o que é preciso saber

Entenda como aumentar a produtividade na construção civil e veja algumas dicas.

Imagem:  Lex Photography no Pexels

 

 

Assine a newsletter
da Universidade Trisul

 

 

Pensar em formas de aumentar a produtividade na construção civil é um dos assuntos prioritários na rotina de qualquer engenheiro ou de empresa de construção, não é mesmo?!

 

Porém, para isso, é necessário entender quais são os fatores que impactam na produtividade para, desta forma, definir objetivos e criar boas estratégias para alcançar os resultados desejados. 

 

Por isso, neste post vamos entender mais como aumentar a produtividade na construção civil e ver algumas dicas para isso.

 

Afinal, o que é produtividade na construção civil?

É muito comum a confusão entre os conceitos de produtividade e de produção. Apesar dos termos terem relação, eles não podem ser vistos como sinônimos. 

 

De acordo com o  Centro de Produtividade do Japão, produtividade significa: “minimizar cientificamente o uso de recursos materiais, mão de obra, equipamentos, dentre outros, para reduzir custos de produção, expandir mercados, aumentar o número de pessoas empregadas, lutar por aumentos reais de salários e pela melhoria do padrão de vida no interesse comum do capital, trabalho e consumidores”.

Já na construção civil, quando falamos de produtividade, no geral estamos falando do canteiro de obras e como otimizar a utilização dos recursos disponíveis. 

A importância da produtividade na construção civil para residências

O tema produtividade é tão importante que foi criado pelo Governo Federal o Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H), que tem como objetivo oferecer moradia digna para a população brasileira. 

 

Para isso, quer envolver diversos atores relacionados com a construção do habitat, tais como os construtores, projetistas, fornecedores, fabricantes de materiais e componentes ou proponentes de sistema inovador. 

 

E quais são os dois pontos principais do PBQP-H?

  • a qualidade, com obras marcadas pela segurança e durabilidade; 
  • a produtividade do setor da construção a partir da sua modernização. 

 

Como medir a produtividade na construção civil?

Existe a célebre frase que diz que “o que não pode ser medido, não pode ser gerenciado”, e quando falamos em produtividade é fundamental saber o que medir. 

 

De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), há seis fatores de impacto principais para a produtividade na construção civil, sendo eles:

  • Capacitação e treinamento da mão de obra: funcionários bem capacitados, adequadamente remunerados, dentre outros fatores, tendem a apresentar melhor produtividade;
  • Retrabalho: quando o trabalho não precisa ser refeito, o desperdício é reduzido. Além disso, os prazos são atendidos;
  • Matéria-prima: bons materiais proporcionam menos retrabalho e controle sobre o estoque proporciona continuidade do fluxo de trabalho;
  • Layout do canteiro de obras: ao planejar o espaço de trabalho, a circulação de trabalhadores e máquinas são agilizadas;
  • Segurança do trabalho: quando um funcionário se machuca, além do custo humano imensurável, há prejuízos financeiros e impactos na produção e nos prazos;
  • Planejamento e controle de obras: com um plano bem construído de execução, a tendência é de que a obra não vai enfrentar desabastecimento nem desperdício de materiais. 

 

Dicas de como aumentar a produtividade na construção civil

Caso você queira melhorar a produtividade na sua empresa ou no seu canteiro de obras, seguem algumas variáveis que você irá precisar planejar bem e monitorar o desempenho:

  • Capacitação e satisfação da mão de obra;
  • Definição e padronização de processos;
  • Layout do canteiro de obras;
  • Práticas de gerenciamento e controle;
  • Planejamento da matéria-prima.

 

Lean Construction para melhorar a produtividade

Lean Construction (LC) é um processo de construção que pontua sobre a importância da incorporação de práticas enxutas desde o planejamento inicial, ou seja, mesmo antes que o projeto seja de fato aprovado. 

 

Assim, ao contrário da prática tradicional de tentar otimizar cada atividade de maneira individual, os princípios do LC exigem minimizar o desperdício durante todo o ciclo do projeto. 

 

Seus principais fundamentos são:

  • Tornar os processos transparentes: Melhor integração da comunicação, envolvendo o cliente, a força de trabalho, os contratados e os fornecedores;
  • Agregar valor à construção: Este é um princípio que está diretamente relacionado às necessidades e às expectativas do cliente;
  • Diminuir a variabilidade: minimizar a variabilidade durante todo o ciclo da obra;
  • Otimizar o tempo: tornar a construção mais enxuta utilizando os princípios do Just in Time (JIT);
  • Eliminar o que não acrescenta: ou seja, a construção enxuta. Eliminação de desperdício de materiais, duplicação de esforços e de erros de projeto.

 

Gostou de saber mais sobre produtividade na construção civil? Que tal se manter ainda mais atualizado sobre novas tecnologias, energias renováveis, mercado imobiliário, dicas, tendências para a construção civil e ações para uma maior sustentabilidade


Continue acompanhando os nossos posts aqui na Universidade Trisul.