Pisos sustentáveis para espaços diferenciados

Pisos sustentáveis para espaços diferenciados

 

Quais são os principais tipos de pisos sustentáveis e como usá-los nos mais diversos ambientes para um efeito elegante e funcional

 

Piso de bambu. (Imagem: homereference.net)

 

Nos últimos anos, a sustentabilidade tornou-se um dos pilares da construção civil. E ações focadas em uma maior sustentabilidade estão presentes nas mais diversas etapas da construção, inclusive no acabamento. Soluções inovadoras nos pisos têm se tornado cada vez mais presente nos mais diversos projetos. Por isso, no post de hoje vamos falar sobre os principais tipos de pisos sustentáveis a partir de fibras naturais.

 

Pisos sustentáveis: principais benefícios

Para saber se um piso é considerado sustentável é necessário analisar os materiais que o compõem, assim como tratamentos químicos envolvidos no processo de fabricação e como será seu descarte no fim da vida útil.

 

Desta forma, os pisos sustentáveis oferecem personalidade aos ambientes, assim como beleza e charme. Porém, além destes aspectos estéticos, os pisos sustentáveis apresentam outros benefícios, tais como:

      Praticidade: muitos materiais utilizados nos pisos sustentáveis são muito práticos para se manterem limpos, facilitando o momento da higienização;

      Durabilidade: a maior parte dos pisos sustentáveis de fibras naturais tem uma alta durabilidade, muitas vezes, por décadas;

      Flexibilidade no uso: grande parte dos materiais dos pisos sustentáveis são bem flexíveis quanto ao seu uso, podendo ser utilizados tanto em ambientes residenciais quanto ambientes comerciais;

      Bem-estar: por serem feitos de fibras naturais, geram um bem-estar nos usuários dos espaços e um maior contato com a natureza (exemplo: pisos sustentáveis de bambu e de cortiça);

      Redução nos impactos ambientes: cada vez mais os consumidores, assim como as construtoras, têm preocupações acerca do excesso de resíduos. Desta forma, os pisos sustentáveis apresentam baixo impacto ambiental.

 

Alguns materiais para pisos sustentáveis

Separamos aqui as principais fibras naturais que compõem os pisos sustentáveis.

 

  Bambu

A opção de pisos sustentáveis feitos a partir do bambu está muito em alta. As tábuas feitas a partir do bambu são duráveis, além de resistentes à umidade. Um outro ponto positivo em relação à madeira, por exemplo, é que não entortam e não têm nódulos e outras falhas.

Os pisos sustentáveis em bambu apresentam diversas opções de coloração e de texturas, adaptando-se aos mais diferentes ambientes.

 

Cortiça

Um outro material que tem ganhado destaque são os pisos sustentáveis de cortiça. O piso de cortiça apresenta várias características diferenciadas, tais como resistência ao fogo, proporciona um maior isolamento acústico e térmico; além de resistência a fungos e bactérias.  Porém, é necessário planejar bem seu uso, pois por ser um material menos duro, não é ideal para ser utilizado em ambientes com móveis muito pesados, por exemplo. Além disso, para ambientes muito úmidos, essa opção não é a ideal, pois a água prejudica toda a durabilidade do piso em cortiça.

 
Fibra de coco

Os pisos sustentáveis feitos da fibra de coco são feitos a partir da retirada da casca da fruta e com o trancamento das fibras. Esse tipo de piso tem uma grande resistência.

 

Linóleo


O piso de linóleo é um clássico e, muitas vezes, associado a ambientes antiquados. Mas, nos últimos anos, o piso de linóleo ganhou novas versões e inovações.

 

Originalmente, esse tipo de material foi desenvolvido em 1860 e é elaborado a partir das fibras e do óleo do linho, cortiça granulada, madeira, farinha e resinas naturais. Porém, atualmente as empresas especializadas apresentam várias opções de pisos de linóleo, inclusive texturas e cores.

 

Assim, quando for planejar uma construção ou uma reforma, é preciso pensar como a sustentabilidade vai estar presente ao longo de todo o projeto. Dessa forma, escolher os materiais que respeitam o meio ambiente certamente trará grandes diferenciais para o resultado final.

 

Quer continuar atualizado sobre as inovações e tendências para a construção civil? Acompanhe sempre nossos posts aqui na Universidade Trisul.