Conheça a certificação LEED

 

Conheça a certificação LEED

 

Entenda mais sobre a certificação LEED, sua história, suas categorias, critérios de avaliação, assim como o Brasil tem avançado na conquista deste Selo.

 

Nos últimos anos, as certificações relacionadas com a sustentabilidade dos empreendimentos têm se tornado mais evidentes e comuns no Brasil e no mundo. Empresas de construção civil têm buscado formas de se diferenciarem no mercado, além de adequar suas práticas e processos a padrões mais rígidos. Desta forma, as certificações tornam-se um procedimento natural para os empreendimentos que querem ganhar destaque e notoriedade. Por isso, no post de hoje vamos continuar a Série Certificações e abordar o Selo LEED.

 
Afinal, o que é o Selo LEED?

LEED é uma sigla em inglês e significa Leadership in Energy and Environmental Design, ou seja, em uma tradução direta, Liderança em Energia e Design Ambiental.

O Selo LEED foi criada em 1993 pelo United States Green Building Council (USGBC). E o sistema de classificação LEED foi desenvolvido como uma forma de se estabelecer estratégias e padrões para a criação de edifícios mais sustentáveis.

Para obter essa certificação, é necessário realizar um registro. No Brasil, o órgão responsável pela certificação LEED é o Green Building Council Brasil.

 

Que tipo de empreendimentos podem ter o Selo LEED?

Um dos aspectos positivos da certificação LEED é que ela pode ser aplicada nos mais diferentes os tipos de construção e em todas as fases da construção. Alguns exemplos:

      novas construções;

      reformas internas;

      empreendimentos já em operação.

 

Desta forma, a certificação LEED abrange 4 (quatro) tipologias diferentes, que são:

      LEED Building design + Construction (LEED BD+C): Voltada para novas construções e/ou grandes reformas;

      Interior design + Construction (LEED ID+C): Para escritórios comerciais e lojas de varejo;

      Operation + Maintenance (LEED O+M): Voltada para empreendimentos já existentes;

      Neighborhood (LEED ND): Direcionada a bairros.

 

E como funciona a Certificação LEED?

A certificação LEED é realizada através de pontos. Os pontos são ganhos a partir do uso de estratégias de construção sustentável em várias categorias. Desta forma, com base no número de pontos alcançados, um projeto ganha um dos quatro níveis da certificação LEED:

 

      Empreendimento Certificado (Certified): de 19 a 40 pontos;

      Silver: 50 a 59 pontos;

      Gold: 60 a 79 pontos;

      Platina (Platinum): 80 pontos ou mais.

 

Critérios de avaliação

Quando pensamos no Selo LEED, precisamos entender que esta certificação pretende analisar a sustentabilidade nos mais diferentes pontos de vista. Por isso, os critérios avaliados são:

      Projeto Integrado (IP);

      Localização e Transporte (LT);

      Implantação (SS);

      Eficiência do uso da água (WE);

      Energia e Atmosfera (EA);

      Materiais e Recursos (MR);

      Qualidade Ambiental Interna (IEQ);

      Inovação (IN);

      Créditos Regionais (RP).

 

Além disso, o LEED avalia pré-requisitos e créditos. O que seria isso? Os pré-requisitos são elementos obrigatórios ou estratégias de edifício verde que devem ser inclusos em todo projeto certificado pelo LEED. Já os créditos são elementos opcionais que os projetos devem optar para continuar ganhando pontos. Desta forma, para obter a certificação do LEED é necessário cumprir todos os pré-requisitos e receber, no mínimo, 40 pontos em créditos.

 

Principais benefícios

A certificação LEED traz diversos benefícios para os empreendimentos. O mais evidente, obviamente, é o reconhecimento de que tal empreendimento atende uma rígida especificação internacional de sustentabilidade. Porém, outros benefícios é a redução muito evidente nas contas de luz, água, dentre outras.

 

Ou seja, a certificação LEED proporciona diversos benefícios, tanto para a sociedade, quanto para o meio ambiente, assim como também a produtividade, além de uma economicidade evidente.

 

 

Brasil e a Certificação LEED

Nos últimos anos, o Brasil tem ganhado destaque na certificação LEED. No ranking do US Green Building Council (USGBC) dos dez países e regiões fora dos EUA com maior área certificada LEED, o Brasil ficou em 4º lugar com mais de 530 projetos certificados pelo LEED. Totalizando mais de 16,74 milhões de metros quadrados brutos de espaço certificado (Fonte: GBC Brasil).

Os principais 10 (dez) países deste ranking são:

      China;

      Canadá;

      Índia;

      Brasil;

      Coréia do Sul;

      Turquia;

      Alemanha;

      México;

      Taiwan;

      Espanha.


Sendo assim, a certificação LEED permite que sejam definidas estratégias sustentáveis para os mais diversos tipos de empreendimentos. Quer continuar atualizado sobre as inovações e tendências para a construção civil? Acompanhe sempre nossos posts aqui na Universidade Trisul.