Principais desafios para implementação do BIM

Entenda o que é BIM, suas principais características e veja os desafios para a sua implementação.

Imagem: Vojtech Okenka no Pexels

 

 

Assine a newsletter
da Universidade Trisul

 

 

No setor da construção civil, cada vez mais a tecnologia BIM tem se tornado presente, apesar de estar muito longe de todo o seu potencial.

 

Building Information Modeling ou, em português, Modelagem da Informação da Construção é um conceito inovador relacionado aos projetos de construção. O conceito BIM utiliza modelos 3D e, por isso, são mais fiéis ao produto final.  

 

Porém, mesmo com todas as vantagens desta metodologia, percebemos que há alguma resistência para sua implementação efetiva. 

 

Por isso, neste post vamos entender mais sobre o BIM, suas principais características e quais são os desafios para a sua implementação. Ficou curioso? Continue lendo então!

 

Entendendo o que é BIM

BIM é uma série de softwares, métodos e processos utilizados para dar suporte ao longo das fases do projeto, ou seja, ele permite a gestão da informação por todo o ciclo da construção/edificação. 

 

Desta forma, os integrantes conseguem compreender e revisar o projeto com mais agilidade e facilidade gerando, assim, uma maior precisão, além de possibilitar a avaliação de alternativas em termos de custo e outros parâmetros do projeto.

 

Estratégia Nacional de Disseminação do BIM

O Decreto 9.983/2019 define a Estratégia Nacional de Disseminação do Building Information Modelling no Brasil e foi instituída com a finalidade de promover um ambiente adequado ao investimento em BIM e a sua difusão no país. 

 

Esse decreto entende o BIM como um conjunto de tecnologias e processos integrados que permite a criação, a utilização e a atualização de modelos digitais de uma construção, de modo colaborativo, para servir a todos os participantes do empreendimento durante todo o ciclo de vida da construção.

 

Quais são os principais desafios para a implementação do BIM?

Os desafios são inúmeros. O BIM não envolve apenas a utilização de um software ou de uma tecnologia, mas algo muito mais abrangente: um modelo de gestão de dados. 

 

Desta forma, é necessário a colaboração e integração entre todos os envolvidos, incluindo empresas privadas, governo, universidade, pessoas, dentre outros. 

 

Assim, podemos dizer que o BIM pode ser considerado com uma mudança de paradigma que envolve inovações disruptivas. E como qualquer inovação disruptiva, causa mudanças profundas nas organizações e como os times se relacionam. 

 

Por exemplo, o fluxo de trabalho no BIM acaba por ser muito mais dinâmico se comparado ao processo convencional que tende a ser muito mais verticalizado. 

 

Wilton Catelani, presidente do BIM Fórum Brasil, pontuou: “O Brasil está um pouco atrasado, mas finalmente, nascemos. Nossa prioridade com certeza é capacitar diferentes níveis da indústria da construção, ajudar as pessoas a se atualizarem e compreenderem melhor do que se trata o BIM”. 

 

Além disso, é possível destacar diversos motivos pelos quais as implementações de BIM fracassam, tais como:

  • Falta de objetivo sobre o que se espera da tecnologia;
  • Crença de que ela é o fim e não o meio pelo qual os processos irão evoluir;
  • Falta de apoio estratégico da alta direção das empresas.

 

Um outro desafio: a cultura organizacional

Um erro comum nas empresas que estão iniciando a implantação do BIM é tentar inserir os procedimentos e as ferramentas em um processo já existente. 

 

Neste contexto, o BIM se torna caro e ineficiente, pois começa a existir muito retrabalho.

 

E como evitar este problema? Com a definição e implementação de novos processos internos. Isso significa não apenas definir novos processos padronizados, mas transformar a cultura da empresa em algo muito mais fluido e flexível. 

 

Gostou de saber mais sobre os principais desafios para a implementação do BIM no Brasil? Que tal se manter atualizado sobre sustentabilidade, novas tecnologias, energias renováveis, mercado imobiliário, dicas e tendências para a construção civil? 

 

Outros posts que podem te interessar:


Continue acompanhando os nossos posts aqui na Universidade Trisul.