Utilização do EPS na construção civil

Entenda o que é EPS, suas principais vantagens e veja alguns exemplos da utilização do isopor na construção civil.

 

Imagem: Mundo Isopor  

 

Assine a newsletter
da Universidade Trisul

 

Diariamente, novas tecnologias surgem na construção civil, fazendo com que este seja um dos setores mais dinâmicos da economia. O EPS (isopor) na construção civil já é utilizado há muitas décadas, mas as inovações têm aumentado ainda a versatilidade e usabilidade deste material. 

 

Por isso, neste post vamos entender o que é EPS, suas principais vantagens e ver alguns exemplos da utilização do isopor na construção civil.

 

Afinal, o que é EPS?

O EPS nada mais é do que o Poliestireno Expandido, também conhecido, simplesmente, como isopor. Seu uso na construção civil é uma realidade há, pelo menos, 30 anos sendo seu ápice no início dos anos 90 na indústria norte-americana. 

 

De acordo com o Portal Papo de Engenheiro, o EPS, ou isopor, consiste em um plástico rígido, resultado da polimerização do estireno em água. O produto final do processo são pérolas com até 3 milímetros de diâmetro que se expandem naturalmente.

Durante o processo de transformação, essas pérolas podem aumentar em até 50 vezes o seu tamanho inicial. Este processo utiliza vapor e, com ele, as moléculas vão se fundindo e moldando, formando diferentes formas.

 

Aqui no Brasil, de acordo com a EPS Brasil, essa tecnologia começou a dar os primeiros passos por volta de 2010. 

 

A utilização deste material na construção civil gera uma economia de tempo e custos com a mão-de-obra. Ainda de acordo com a EPS Brasil, o EPS é um material plástico derivado do petróleo e uma das preocupações quanto ao seu uso na construção civil era a propagação de fogo. Porém, os avanços tecnológicos permitiram a fabricação do EPS chamado de classe F. Esse é um material autoextinguível que não propaga chamas e, justamente por isso, tem caído na preferência de muitas construtoras e impactado diretamente na redução de resíduos com obras e empreendimentos de grande porte.

 

Principais benefícios do uso do isopor na construção

O Mundo Isopor explica que, quando fabricado conforme as características técnicas e densidades necessárias para cada projeto, as vantagens do EPS Isopor na construção civil incluem:

  • Economia com mão de obra, permitindo aplicação ágil e simples;
  • Redução do desperdício de materiais;
  • Segurança e redução dos riscos de incêndio, uma vez que o EPS Isopor utilizado na construção é autoextinguível e previne que o fogo se alastre rapidamente;
  • Redução do peso estrutural da obra, considerando que o EPS Isopor é 98% composto de ar;
  • Versatilidade, pois o EPS apresenta compatibilidade com diferentes tipos de materiais;
  • Sustentabilidade, uma vez que o poliestireno expandido é 100% reciclável.

 

O uso de EPS na construção civil

Como vimos, o isopor, se trata de um excelente isolante térmico, isso faz com que sua aplicação em projetos construtivos e arquitetônicos proporcione uma redução no consumo de energia que pode chegar a 30% (fonte: AEC Web). Ou seja, é um dos grandes atrativos para a expansão do seu uso. 

 

O Portal Casa pontua que o uso de EPS Isopor na construção civil vem se tornando tendência entre arquitetos e engenheiros. Assim, a construção civil é o setor industrial que mais consome poliestireno expandido. 

 

Desta forma, o Isopor pode ser utilizado de várias maneiras, desde partes estruturais, nas paredes ou, até mesmo, na decoração do ambiente. Alguns exemplos de seu uso na construção civil (fonte: Portal Casa):

  • Lajes: as lajes de Isopor consomem menos concreto e ferragens do que os processos que utilizam técnicas tradicionais;
  • Forros: podem ser aplicados em qualquer tipo de obra oferecendo conforto térmico e acústico e baixa absorção de água no interior do ambiente;
  • Pavimentação de terrenos: indicado principalmente para solos moles (como mangues ou de origem fluvial);
  • Telhas: substituindo os modelos tradicionais de cerâmica, as telhas em EPS absorvem menos energia térmica e evitam infiltrações e goteiras com maior precisão;
  • Elementos estruturais: uso em paredes, balcões, pilares ou colunas de uma construção.

Gostou de saber mais sobre o uso do EPS na construção civil? E que tal você continuar se atualizando sobre temas relacionados com a construção civil e a sustentabilidade? Outros posts que podem te interessar:


Continue acompanhando os nossos posts aqui na Universidade Trisul.