Protótipo de validação do PEX. Por que é importante?

Por que a validação do PEX (tubulações flexíveis) é importante para uma correta execução do projeto hidráulico? 

Assine a newsletter
da Universidade Trisul


Executar a validação do PEX permite, na execução da obra:

  • Antecipar ao máximo a entrega dos kits PEX na obra já com os possíveis problemas e inconsistências de projetos solucionados;
  • Evitar segurar as atividades subsequentes à instalação dos kits PEX, para que não haja atrasos de obra;
  • Evitar atraso no início do serviço, pois normalmente as fábricas demoram para montar e enviar os kits para a obra.

 

A montagem do modelo do shaft em drywall deve ser feita no meio do re-escoramento, de acordo com o projeto de arquitetura.

Para garantir que o shaft esteja montado corretamente, deve-se verificar:

• A quantidade e as bitolas dos tubos, para verificar se a instalação está de acordo com o projeto (Figura 1);

Validação PEX

Figura 1: Pex passando sob a laje até o shaft

 

• As cores dos registros do manifold, onde os registros vermelhos correspondem a água quente, e os verdes/azuis a água fria (Figura 2);

Validação PEX

Figura 2: Entrada e distribuição do manifold.

 

• O posicionamento dos pontos de saída de água (torneiras, chuveiros, etc.) e posicionamento dos registros (Figura 3);

Validação PEX

Figura 3: Posicionamento dos pontos hidráulicos.

 

• O tipo de registro utilizado e o comprimento do pescoço, fazendo uma simulação com uma placa de drywall, argamassa colante, executando dupla colagem, o revestimento cerâmico padrão do empreendimento e o acabamento do registro que será utilizado no empreendimento, para não correr o risco de ter que utilizar prolongadores no registro (Figura 4);

Validação PEX

Figura 4: Registro com demarcação de onde deve acabar o revestimento.

 

• O tamanho e o posicionamento das chapas de reforço do tanque, aquecedor de passagem, etc. Nesse caso, além do projeto de hidráulica, deve-se consultar o projeto de vedações, para que possa ser feita a comparação do melhor posicionamento das chapas (Figura 5);

Validação PEX

Figura 5: Posicionamento das chapas metálicas.

 

• Verificar se os pontos em que a mangueira cruza com a laje possuem camisa (coifa), inclusive dentro dos shafts, para que não ocorra vazamento para o apartamento de baixo. As bitolas devem ser entregues de acordo com o projeto (Figura 6);

Validação PEX

Figura 6: Tubulação PEX com utilização da camisa.

 

• A identificação das cores nos tubos PEX, para que na montagem não haja a inversão das ligações, misturando água de reuso (lilás) com água potável (azul e verde para água fria, e vermelho para água quente) (Figura 7);

Validação PEX

Figura 7: Água quente, água fria e água de reuso.

 

• Se atentar para a inversão dos pontos no shaft da área de serviço nos apartamentos que são opostos, para que, se necessário, solicitar ao projetista que mantenha os pontos de água quente sempre do lado esquerdo, e água fria do lado direito (Figura 8);

Validação PEX

Figura 8: Apartamentos com shaft espelhado.

 

• No tubo PEX que alimenta as bacias, verificar com o fornecedor se o mesmo irá entregar a canopla do piso e o flexível que vai no tubo (Figura 9).

Validação PEX

Figura 9: Tubo PEX de alimentação da bacia com acabamento instalado.